De volta à Universidade

Tenho uma novidade para contar, e acredito que isso vai ser tema pra alguns posts daqui pra frente: voltei a ser estudante. Quase 4 anos depois de terminar a graduacao em engenharia civil, cá estou eu fazendo um doutorado na Universidade de Innsbruck. Vou contar como tudo aconteceu.

Eu estava trabalhando numa empresa aqui em Innsbruck chamada ILF. É uma empresa ótima, internacional, super renomada e onde eu trabalhava com projetos nível Mega Construcoes da Discovery Channel. Mas como estrangeira formada no Brasil, tudo tem seu porém… Eu estava trabalhando como técnica de AutoCad, e nao como engenheira. No comeco foi ótimo, eu aprendi muito e consegui avancar muito no meu alemao e fiquei fera no Autocad e Civil 3D. Mas depois de dois anos trabalhando lá eu queria algo mais. Comecei a procurar por mestrados na minha área, e fiquei sabendo que haveria a possibilidade de ingressar diretamente no doutorado.
Explicando melhor essa parte, que muita gente ainda tem dúvidas, segue a informacao sobre os ciclos de ensino, que é um padrao na UE e é válido em 29 países europeus (inclusive na Áustria):
Fonte: Wikipédia – Declaracao de Bolonha.

  • 1.º ciclo, com a duração mínima de três anos – grau de licença, Licenciado. – de 180 a 240 ECTS;
  • 2.º ciclo, com a duração de um ano e meio a dois (excepcionalmente um ano) – grau de mestre, Mestrado , – de 90 a 120 ECTS (mínimo de 60 no 2.º ciclo) ;
  • 3.º ciclo – grau de doutor, Doutorado – Sem requerimentos de ECTS.

Meu curso equivale a 315 ECTS, sendo assim, posso ingressar diretamente no 3º Ciclo sem precisar de mestrado. Mas antes de qualquer coisa, mandei meus documentos (todos devidamente traduzidos e autenticados em cartório e no Itamaraty) para a Universidade de Innsbruck para que eles pudessem me dar a certeza de que meu diploma era válido aqui e que eu realmente poderia comecar um doutorado sem nenhum problema. Esse processo levou uma eternidade, pois até conseguir todos os carimbos necessários leva tempo, e custa caro também… Depois que a universidade recebeu meus documentos, demorou mais 3 meses para me darem uma resposta!!! Ou seja, conta aí mais de meio ano de enrolacao. Nesse meio tempo, fiquei sabendo pela minha irma sobre o programa do Governo Federal chamado Ciencia sem Fronteiras. Para quem tem interesse em estudar fora com bolsa, esse programa é a chance do momento (http://www.cienciasemfronteiras.gov.br). Pelo que sei, o programa vai até 2015.
Enquanto minha documentacao ficava em análise, entrei em contato com o professor chefe do departamento no qual eu estava interessada em estudar e tivemos duas reunioes. Estava fechado aí que eu comecaria o doutorado, se todo o resto desse certo. Em final de setembro eu enviei meus documentos e pré-projeto para pedir a bolsa do CsF, e em outubro recebi a resposta da Uni dizendo que eu poderia sim ingressar no programa de doutorado deles. Aí era só esperar o resultado da bolsa!!!
O resultado era esperado no prazo de 90 a 120 dias, mas demorou 150. Como eu resolvi que comecaria o doutorado com ou sem bolsa, pedi a conta do trabalho e fiquei 2 meses de férias no Brasil. Foi uma angustia sem tamanho esse período esperando a resposta, pois sem a bolsa eu dependeria financeiramente do marido, coisa que eu nao queria muito ter que fazer. Mas gracas a Deus, deu tudo certo.
Para a bolsa, tive algumas facilidades que quem mora no Brasil e pede a bolsa de lá nao tem, como poder falar pessoalmente com o professor/futuro orientador, conhecer a Uni antes de comecar, já conhecer a cidade e ter visto. Além do fato de que a Uni aqui leciona em alemao, mas o programa de doutorado é em ingles, entao nao precisei fazer TOEFL nem TestDaF. Como tive as conversas pessoalmente com o professor, ele viu que tanto meu conhecimento de ingles quanto de alemao eram suficientes para ingressar no programa e nao exigiu nenhum certificado (mas para a bolsa, precisei de um documento oficial dizendo que me aceitariam sem nenhum certificado).
Comecei o doutorado ha um mes, e estou muito feliz. Está sendo dificil por eu ter que frequentar aulas em alemao (eita idiominha mais malvado esse…). Mas com um pouco de esforco e dedicacao, acaba dando certo.
Estou no departamento de meio ambiente e tecnologia, e meu foco é em drenagem urbana e saneamento básico.

Continuo num próximo post, pra esse nao ficar muito longo.

(lembrando que a falta de acentos é porque meu teclado é alemao – só tenho o acento circunflexo aqui.)

Beijos!

Mari

Recommended Posts
Showing 3 comments
  • Eric

    Mari, muito bom seu blog, a leitura é bem agradável e o conteúdo bem interessante, principalmente para nós brasileiros que não conhecemos as paisagens magníficas do Tirol. Parabéns pelo ingresso no doutorado, sucesso em seus projetos!

  • Lana Pereira

    Olá Mari,
    parabéns pelo blog!
    Só não entendi como você solicitou uma bolsa pelo Ciências sem fronteiras, sendo que vc já é residente na Áustria, pois segundo o termo de compromisso os bolsistas tem que retornar ao Brasil pelo mesmo período em que usufruiu da bolsa.
    Abraço

  • mari

    Oi Lana!
    Eu pretendo retornar ao Brasil assim que terminar o doutorado, cumprindo o regulamento. Sempre quis voltar ao Brasil, e agora sou obrigada. Rs.
    Abraços.

Leave a Comment