Grasse – A cidade dos perfumes

Grasse é conhecida como a cidade dos perfumes. Fomos para lá porque outros primos do Thomas iriam se juntar a nós na nossa viagem pela Côte D’Azur e eles queriam ver essa cidade. Eu, particulamente, nunca tinha ouvido falar em Grasse, mas parece que por aqui a cidade é famosa por causa do livro (que virou filme) chamado “O Perfume”, do escritor alemão Patrick Suskind. A cidade de Grasse fica a 20 Km de distância de Cannes, na região chamada de Alpes Marítimos da Costa Azul. A estrada de Cannes até Grasse tem paisagens bonitas, mas o mais interessante é a entrada da cidade. Como o centro fica bem no alto, é preciso subir por uma estradinha até lá.

Feirinha e ruelas de Grasse

Chegamos em Grasse de tarde, e para a nossa sorte estava acontecendo uma feirinha bem no centro (e nosso hotel era perto dali também). Aproveitamos para dar uma passeadinha e ver a feirinha. Comemos uns quitutes gostosos e experimentei pela primeira vez os famosos “macarons” franceses – que não tem nada a ver com macarrão, tá? 🙂 (macarons são aqueles docinhos – que aqui a gente também encontra no mc café – redondinhos, coloridinhos e com um recheio no meio).

Lá também comi pela primeira vez o que se tornou minha comida francesa preferida, o croque monsier – é uma torrada com queijo e presunto, com extra queijo por fora da torrada e grelhado. Talvez seja a qualidade do queijo, ou a quantidade de queijo, ou o queijo derretido… não sei. Mas me apaixonei por essa delícia! Tanto que depois desse dia, comi mais uns tantos croque monsier até ir embora da França.

Grasse - Perfumaria e Passeio pelo centro

Fiquei super feliz quando fomos no mercado e encontrei palmito! Gente, pra quem não sabe, na França tem palmito!!! Aqui na Áustria não tem, então aproveitei que estávamos de carro e fiz a minha compra de palmito pro ano! HAHA

Tá, voltando o foco pro passeio. Estávamos em 3 (Thomas, prima e eu) e lá nos juntamos com o resto da tropa (mais uma prima com o namorado, um primo e dois vizinhos). Dormimos por lá e no dia seguinte fomos visitar a Fragonard (loja e museu). que é a perfumaria mais famosa da cidade. Gente, desculpa, mas isso não é pra mim. Já tenho alergia a perfume, entrar numa perfumaria daquele tamanho com aquela misturança de cheiros… bleh. Não curti. Fora que eu acho que os cheiros que eles mais usam (rosas, lavanda, etc…) tá mais pra produto de limpeza do que perfume… 😛

Grasse - Mirante e outras

Depois demos uma andandinha pelo resto do centro, encontramos um mirante com uma vista bem bonitinha, tiramos umas fotinhos e seguimos viagem rumo ao nosso destino final na Côte D’Azur, que era o Hotel onde a prima (gêmea da que estava conosco) estava trabalhando durante os 3 meses do verão.

Para ser beeeem honesta, não recomendaria visitar Grasse. A não ser que você esteja na região e goste de passeios bucólicos por cidadezinhas pequenininhas, ou goste de perfume com cheiro de produto de limpeza. Acredito que tem lugares mais bonitos para se visitar, e mais interessantes. Além disso, eu gosto mais de praia do que de montanha.

Próxima e última para na Côte D’Azur: Antheór

Recommended Posts

Leave a Comment