Lago de Como

Maio é um mês cheio de feriados aqui na Áustria, o que é ótimo já que feriados no inverno não seriam muito proveitosos (do meu ponto de vista – claro que sempre tem quem goste). Pois bem, o que fazer com um feriado na quinta-feira? O jeito é tirar a sexta de folga e viajar! Viajar só a dois é legal, romântico e tals, mas companhia é sempre bom também, por isso convidamos um casal de amigos para se juntarem a nós nessa viagem. A Natalie é minha amiga americana que conheci no curso de alemão, e seu marido, Bernie, é austríaco.

O destino escolhido foi o lago de Como, que é bem famoso por ser o lugar onde celebridades como George Clooney e Madonna passam férias. Nosso amigo George até nos convidou para um Nespresso em sua residência, mas como não tomo café, acabamos não indo visitá-lo (não podia perder a piada… hehehe). Saímos de Innsbruck na quinta de manhã e a viagem durou pouco mais de 4 horas até lá. A viagem em si foi também foi muito legal, pois o caminho mais curto era passando pela Suíça, por estradinhas e vilarejos muito fofos, com uma paisagem linda dos Alpes. Cheguei a contar mais d 15 cascatas e cachoeiras que vimos pelo caminho, fora outros lagos menores. Cada vilarejo era mais bonitinho que o outro. Além disso, passamos por uma estrada serpentina do estilo Serra do Rio do Rastro.

Mapa do Lago de Como

A caminho do Lago de Como

Lá no lago, alugamos um apartamento com uma vista divina, no vilarejo de Bellano. Bellano, assim como a alguns dos outros vilarejos ao redor do lago, tem suas casinhas praticamente penduradas nas montanhas, que têm um relevo consideravelmente íngreme. Nosso apartamento ficava bem no alto, mas isso deu um charme a mais ao passeio, pois precisávamos subir e descer pelas ruazinhas com casinhas muito bonitinhas todas as vezes que saíamos de casa. O vilarejo, apesar de pequeno, tinha tudo que precisávamos, desde mercado, a farmácia e padaria.

Bellano

Vista da sacada do apê

No primeiro dia, depois de nos instalarmos no apê, fomos passear pelas redondezas. Acabamos parando num outro vilarejo chamado Varenna, que foi um dos highlights da viagem. Varenna é simplesmente encantadora! Não dá pra explicar, é tudo tão lindo por lá, que só indo lá para entender. A vista do lago, as casinhas coloridas e a arquitetura, os gelatos… O lugar tem tanto charme que dá vontade de largar tudo e ir morar lá. Depois do passeio, voltamos para o apartamento onde tomamos pro-secco com morangos na sacada, com aquela vista espetacular e com um solzinho gostoso de fim de tarde.

Varenna

A previsão dizia que a sexta seria de muita chuva, e não deu outra…  O céu parecia que ia cair de tanto que choveu, começando na madrugada de quinta pra sexta. Mas, já que estávamos de férias mesmo, foi gostoso para descansar e tomar uns vinhos. Para não passar o dia inteiro em casa, de noite fomos jantar na cidade de Lecco, bem ao sul da perna direta do lago. Lecco é uma cidade de ca. de 50.000 habitantes, portanto bem diferente do vilarejo onde estávamos. Fomos num restaurante de frutos do mar recomendado pelo TripAdvisor, e saímos bem satisfeitos. Foi legal conhecer a cidade, mas sem dúvida é muito mais legal ficar em um vilarejo. Como estava chovendo ainda, acabamos não vendo muita coisa da cidade, além do que vimos dando umas voltinhas de carro.

Vista do Ferry Boat

Com aquela chuva toda de sexta era difícil acreditar na previsão que dizia que sábado e domingo seriam de sol, mas foi o que aconteceu. Sábado amanheceu sem uma nuvem no céu, simplesmente perfeito. Como essa época do ano ainda é muito frio para nadar no lago, isso já estava fora dos nossos planos. O plano era conhecer a região, então fomos até Varenna novamente onde pegamos o Ferry-Boat que nos levou para Bellagio. Só o passeio com o Ferry em si já é ótimo, porque o barco para em vários outros vilarejos e a vista é sempre linda. Mas Bellagio com certeza é um dos vilarejos que vale muito a pena conhecer por ali. Esse vilarejo fica bem no centro do lago, por isso a vista é mara. Esse vilarejo também é bem mais turístico do que onde estávamos hospedados, tendo vários restaurantes, lojas de grife e várias lojas de seda, que é algo bem típico da região. Eu e Natalie compramos nossos lenços de seda numa das lojas de lá. Foi bem difícil de escolher, porque tem muita opção e os lenços eram muito lindos! Além de lenços, vendem também muitas gravatas e outras peças de roupa tipo camisas e tal.

Bellagio

Sendo Bellagio um vilarejo maior, muitos ferries de várias partes do lago chegam e saem de lá. Por conta disso, vivenciamos um certo caos na hora de pegar o ferry para o próximo destino. Problemas com transporte público, quem não tem né. De Bellagio fomos para Lenno, pois eu havia lido no TripAdvisor que lá tinha um jardim que valia muito a pena visitar, na Villa Balbianello. Por conta do atraso, chegamos meio tarde em Lenno e o jardim ficava a uns 30 minutos a pé da parada (não sei como fala, se é parada, porto, estação…) do ferry. Tivemos pouco tempo para visitar os jardins e não pudemos entrar na Villa (que em italiano – e alemão – significa casa campestre, ou casarão) pois já estavam fechando. Mas os jardins são lindos e a vista de lá também, portanto valeu a pena a correria para ir até lá.

Villa Balbianello

Cachorro no lago em Lenno

Na saída de Lenno, novamente o ferry atrasou, dessa vez 50 minutos. Ficamos esperando, nós e uma galera, e tinha um homem no lago treinando um cachorro. Ele fazia o cachorro puxar um barquinho ou buscar uma bóia, como se estivesse salvando alguém que se afogou no lago. O cachorro, um labrador amarelo, depois de nadar no lago, ia passear no meio das pessoas que esperavam pelo ferry. Foi uma cena bem divertida de se assistir. Apesar do atraso, tivemos entretenimento. De lá voltamos para Varenna, onde jantamos com uma vista magnífica do pôr do sol. Foi um final de tarde perfeito! A temperatura estava agradável, a companhia também, a vista era de tirar o fôlego e a comida e o vinho eram simplesmente deliciosos.

Pôr do Sol em Verenna

Depois da janta ainda tomamos mais um gelato para fechar a noite, assistindo ao entardecer e os patos nadando no lago. Para terminar o dia perfeito, quando chegamos em casa, sentamos na sacada e tivemos a sorte de presenciar um show de fogos de artifício em um dos vilarejos vizinhos que durou mais de 10 minutos! Foi fantástico. Parecia réveillon fora de hora. E agora vai parecer mentira, mas depois de tudo isso, ali de boa na sacada eu olhando as estrelas ainda vi uma estrela cadente! Pode? Foi um dos dias mais lindos que já tive na minha vida. Tudo parecia estar ao nosso favor. Soa muito brega né, mas foi realmente fantástico.

Colico

No dia seguinte, acordamos cedo, arrumamos as malas e deixamos o apto ainda de manhã. Paramos para almoçar em Colico, uma cidadezinha bem ao norte do lago. E de lá, partimos de volta à Innsbruck. Eu simplesmente amei o passeio e super recomendo a viagem. Eu já fui em muito lago aqui pela região, e esse é sem dúvidas o mais lindo de todos. 🙂

Recommended Posts
Showing 3 comments
  • Wellington

    Olá Mari
    Estou indo pra Innsbruck na segunda feira, minha esposa vai estudar na mesma Uni que vc.
    ela tb está indo pelo Ciencias sem fronteiras e vou acompanha-la. estamos tendo algumas dificuldades para alugar um apartamento. Peço informações em alemão, mas como sei o básico do basico, minha esposa completa em ingles. dai eles falam que ja alugaram, mas se eu novamente perguntar em alemão, nos oferecem o mesmo apartamento. Existe esse tipo de discriminação ou eu estou entendendo errado? eu como acompanhante, posso fazer o curso de alemão da faculdade? suas fotos estão lindas… rs

  • Camila

    Mariiiii suas fotos estão demais, na verdade tu vive num filme né…sério que legal…ir passear na esquina com uma paisagem diferente do que estamos acostumados…tu ja se acostumou? Ainda não né!? Amei mt!!!! Dei mt risada numa foto que vcs 4 estão comendo pizza ali, tu e o Thomas com 1 inteira cada um e o casal fit ali com meia cada um hahahahahaha! Beijos com mts saudades

  • Mari

    Camisss! Saudades de ti tb!
    Morriii de rir com sua perspicácia em notar a meia pizza no prato do casal. Hehehehe.
    Entao, sabe como é, eu gosto de um sabor, Thomas de outro, daí nao conseguimos dividri! 😉
    É uma delícia poder viajar pra lugares tao lindos e tao perto daqui. A gente acaba se acostumando, mas é meio surreal às vezes.
    Beijocas!!!

Leave a Comment