Gravidez – Terceiro Trimestre

Oi gente!

Resolvi escrever um pouquinho sobre essa última fase da gestação antes que acabe. Estou na 35ª semana, e a partir da 37ª semana os bebês já estão completamente prontos para vir ao mundo. Então nunca se sabe direito quando o nosso Manuel chegará, porque também pode levar até 42 semanas. Cada bebê vem no seu tempo.

Sobre ter um bebê na Áustria

Aqui na Áustria, o mais comum é ter parto normal. Cesariana só é marcada caso o bebê esteja virado, ou exista algum outro tipo de risco, e, raramente, por vontade da mãe. A preparação para o parto é feita em várias etapas. Na 18ª semana de gestação, a gestante deve começar a procurar uma doula para acompanha-la no pré e pós parto. Fica por conta de cada mulher, querer ou não essa ajuda. Não custa nada, as despesas são pagas pelo plano. Eu tenho uma doula com quem já tive duas conversas. A próxima conversa será semana que vem, seguida de uma sessão de acupuntura. Dizem que acupuntura antes do parto ajuda a diminuir o tempo total do parto, não custa tentar né (quer dizer, isso custa sim, não é coberto pelo plano, mas resolvi que vale a pena tentar).

Outra peculiaridade sobre o parto aqui é o fato de a gestante ser atendida pelo médico e doula de plantão. Por mais que eu tenha uma doula me acompanhando, ela só faz o acompanhamento fora do hospital. No hospital, é quem estiver por lá na hora que o bebê resolver nascer. Nem minha obstetra estará lá para dar um oi. Mas é assim mesmo, acho que isso que faz com que o índice de parto normal consiga ser maior comparando-se aos índices brasileiros. Já o acompanhamento da doula no pós parto é para ajudar na amamentação. Ela virá aqui em casa semanalmente para nos auxiliar, durante os primeiros dois meses de vida do bebê.

Além de tudo isso, faremos um curso de preparação para o parto em casal. Estou mega curiosa, o curso é em duas semanas e será um final de semana intensivo (5h por dia, sábado e domingo). Também fomos visitar as duas maternidades públicas daqui (Innsbruck e Hall) para conhecer as salas de parto e decidir onde vamos querer trazer nosso bebê ao mundo. As duas são ótimas. Estou bem satisfeita com toda a atenção e suporte que é dado à gestante por aqui. Eu sempre tive muito medo de pensar no parto, mas agora estou bem preparada psicologicamente para esse momento tão especial das nossas vidas. Ler muitos livros e artigos sobre parto e amamentação também me ajudaram muito a me preparar melhor e a superar o medo. Ah, e não podia deixar incluir minha irmãzinha linda, que está estudando medicina e quer se especializar em ginecologia e obstetrícia, e que tem me ajudado muuuuito com dicas e tirado todas as minhas dúvidas.

Sobre o meu terceiro trimestre

A barriga: Apesar de eu amar ter meu Manuel na minha barriga, sentir ele mexer, ter tempo para preparar seu enxovalzinho e tudo mais, já estou numa fase que cansei de estar grávida. A barriga, apesar de ser a coisa mais gostosa do mundo, ao mesmo tempo é pesada e desconfortável, e esse peso extra concentrado numa parte só do corpo deixa todos os movimentos mais complicados. Levantar (da cama, do sofá ou de uma cadeira) é praticamente um exercício físico. Levantar do chão então, nem se fala! Vou confessar aqui que engordei bastante. Tem gente que não gosta de falar sobre peso, mas eu não tenho vergonha não. No total, até agora, foram 16kg. :O Isso explica também meu cansaço, pois meu corpo não se adaptou a toda essa gostosura ainda.

As estrias: Eu sempre tive bastante estria na perna e na bunda. Para evitar que elas viessem na barriga e nos seios agora na gravidez, passei muuuuuito creme e óleo hidratante. Muito mesmo. Testei diversas marcas até achar a que gostava mais (e que também não pesava tanto no bolso, porque tem uns cremes ótimos, mas caríssimos por aí…). Apesar de todo esse tamanho de barriga, não tenho uma estria (nem nas costas nem no peito). Mas pequei num detalhe – só foquei na barriga, costas e seios. Não passei (ou passei muito pouco) creme e óleo nas pernas e bunda. E agora estou com novas estrias fazendo companhia para minhas queridas amigas de antes.

O sono: Como os sintomas de primeiro trimestre (ânsia e vômito) demoraram mais para passar para mim, meu segundo trimestre acabou sendo curtinho. O segundo trimestre é o que dizem ser o mais legal da gestação, onde a mulher se sente normal de novo, pois os hormônios estão mais controlados e a barriga ainda não está tão grande. Realmente foi uma fase gostosa, onde aproveitei bastante e consegui agilizar muitas coisas do meu trabalho e também do enxoval. Mas preciso ser honesta, para mim o sono sempre foi uma constante. Não tive uma fase com menos sono. Tá, sempre gostei de dormir e prezo muito uma boa noite de sono. Mas agora nessa finaleira, o sono é enoooorme e nem sempre consigo dormir. Por mais cansada que esteja, é tão desconfortável dormir com esse barrigão que às vezes não consigo pregar o olho. Muitas vezes durmo sentada, pois é o único jeito que consigo ficar confortável. Enfim, sono eterno é parte da minha vida, do começo ao fim da gravidez.

O enxoval: Já estamos com tudo prontinho para a chegada do Manuel. Quartinho está pronto, roupinhas estão lavadas e todo o resto necessário também já está comprado. Eu ameiiii essa parte de organizar, pesquisar, decorar, tudo para o quartinho dele. Foi a parte mais gostosa, pois era o momento do dia dedicado a ele. Apesar de não ser tradição por aqui, também fizemos um chá de bebê. Foi bem pequeno e aqui em casa mesmo, só com algumas amigas, sogra e cunhada. Mas apesar de pequeno, foi super divertido (mais uma vez obrigada Jú e Nath pela organização :*). E além da diversão, Manuel ganhou muitos presentinhos lindos para completar o enxoval.

Setembro será o último mês de gestação. Estou mega feliz que deu tudo certo e que sobrevivi (exagerando aqui) a tudo isso. Olhando para trás, parece uma eternidade, mas ao mesmo tempo parece que passou voando. Nunca pensei muito sobre gravidez, e agora passando por isso vejo que é uma fase muuuuito intensa. Tudo gira em torno desse serzinho se formando na barriga. Dizem que sentirei saudades. Apesar de tudo que não é tão bom da gravidez, acredito que sentirei saudades sim.

Beijos

Fotos: Henrique Araújo

Recommended Posts
Showing 4 comments
  • Danubia

    Gostei muito de acompanhar a sua experiência por aqui. E que o Manuel venha com muita saúde! Lindas as fotos! Beijão

  • Katia

    Oi Mari ! Tudo bem? Bom, nao nos conhecemos, entao vou me apresentar: Meu nome e Katia, tenho 23 anos e atualmente moro em Goiania no Brasil. Achei o seu blog por acaso na internet, e ja amei por ser uma brasileira na Austria. Porem fiquei mesmo chocada foi quando li um pouquinho da sua trajetoria, porque em alguns pontos e bem parecida com a minha. Fiz intercambio por um ano em Dublin, onde conheci meu atual namorado, autriaco, hahaha… Bom, agora tive que voltar pro Brasil pra concluir meu TCC em arquitetura.
    Nessa fase to feito a louca procurando formas de trabalhar na austria, vi em um dos seus posts que voce conseguiu um emprego em ingles no comeco, qual o nome da empresa? Enfim, so gostaria de saber se podemos ir trocando ideias. Porque meu alemao ainda e A1, e acho que seria bem mais rapido aprender direto na Austria. Bom, tenho lido os seus posts e tenho amado. As fotos de gravidinha tao um amor. Espero que essa experiencia esteja sendo otima e que o bebe venha com muita saude.

    Atenciosamente,
    Katia

  • Ana Eichlehner

    Mari, que posts bacanas. Obrigada por compartilhar. Espero que o Bebê e vc estejam muito bem. Sei que deve ta sem tempo, mas qd puder, poderia nos contar os cremes e oleos que usou? Minhas estrias sao como as suas e acabo de me descobrir grávida. Moro em Oö e há tempos leio seu blog caladinha. Bjo e tudo de bom

  • renata

    Oi! O Manuel nasceu! Coloca uma fotinho p gente ver ☺

Leave a Comment